Sem Parar

Com: Sobe o som
  • novidades


    Novo impasse em edital trava início de obra de macroadutora no Oeste

    Qua, 17 de Maio de 2017, 07h02min

    Está difícil de começar a obra da macroadutora da Casan no Rio Chapecozinho, que vai abastecer as cidades de Xanxerê, Xaxim, Cordilheira Alta e Chapecó, no Oeste. O motivo agora é um recurso contra o resultado da licitação lançada em fevereiro para a compra de 57 quilômetros de tubulação. A licitação foi vencida pela Centerval, de Piracicaba-SP, com o valor de R$ 76 milhões. O valor foi R$ 17 milhões menor do que o preço base da licitação e R$ 4 milhões menor do que a segunda colocada, a Saint Gobain, do Rio de Janeiro.


    A Saint Gobain entrou com um recurso questionando o material fornecido pela concorrente, que seria de aço, enquanto a segunda colocada faria a tubulação com ferro fundido. Na licitação, a Casan estipulou que material poderia ser ferro fundido ou similar. A questão foi parar no Tribunal de Contas da União porque os recursos para a obra são do Ministério da Integração Nacional.


    O gerente de constução da Casan, Fábio Krieger, disse que a empresa encaminhou as explicações técnicas e aguarda uma decisão para poder lançar o segundo edital, que é para a colocação da tubulação, captação, estação de tratamento e reservatórios em Xanxerê e Xaxim. Esta licitação estava prevista para o final de março e foi avaliada em R$ 150 milhões. 


    A Casan dividiu a licitação depois que foi suspenso o primeiro processo lançado em 2014. Na época, duas concorrentes se habilitaram, a paranaense Itajuí e o consórcio liderando pela catarinense Conenge. A Conenge foi desclassificada por não atender alguns pré-requisitos. A empresa entrou com recurso administrativo e depois judicial. A questão também foi parar no Tribunal de Contas da União e a Casan decidiu refazer a licitação.


    O presidente do Conselho das Entidades Empresariais de Chapecó, Neloir Tozzo, disse que vai mobilizar as lideranças do Oeste para pressionar a Casan a buscar uma solução para agilizar a obra.


    Depois de finalizada a licitação e dada a ordem de serviço são mais três anos para executar a obra. A nova adutora terá capacidade de 1,25 mil litros por segundo, o dobro do consumo de Chapecó.


    DC

  • programação

    18:00

    Ronco do Mate

    Locutor(a): Rodrigo
    19:00

    Voz do Brasil

    Locutor(a): Rede Nacional
    20:00

    Alternativa Gospel

    Locutor(a): Michel
  • agenda


    Clube América

    DATA: Toda 6ª
    LOCAL: Clube América - Ipuaçu - SC

    Rama Centro de Eventos

    DATA: Toda 6ª e Dom
    LOCAL: Rama Centro de Eventos
  • facebook

Restaurar padrão do site:
Restaurar
Copyright 2009 - Alternativa 102.7 FM Desenvolvido por: 2OP